Inteligência artificial no diagnóstico da Covid-19.

Engenheiro formado pelo ITA, Roberto Lotufo, 64, fez carreira na Unicamp, entre aulas e pesquisas ligadas a processamento de imagens na Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação. 

Por dez anos, de 2003 a 2013, foi diretor da Inova, a agência de inovação da Unicamp. Nessa função, criou a NeuralMind, em 2017.

O portfólio da startup de inteligência artificial se baseia em soluções de análise automática de documentos e em um detector de impressões digitais, que consegue identificar se a digital é verdadeira (ou se, ao contrário, foi simulada com uso de uma capa de silicone).

A NeuralMind está desbravando agora uma nova frente: desenvolverá soluções de inteligência artificial no diagnóstico da Covid-19.